Her Campus Logo Her Campus Logo
Health

Como O Discurso De Maíra Cardi E As Dietas Restritivas Podem Se Tornar Perigosos

The opinions expressed in this article are the writer’s own and do not reflect the views of Her Campus.

Polêmica. Influente. Ex-BBB. Essas são algumas características que fazem com que Maíra Cardi seja reconhecida nacionalmente em meio a milhares de blogueiras. No entanto, ultimamente seu nome aparece com certa frequência nos trends e em diversos sites de fofoca. O motivo? Seus comentários sobre alimentação.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 4,7% da população brasileira sofre de transtornos alimentares. Mas, entre os jovens, o número pode chegar a 10%.

Quem é Maíra Cardi?

A edição de 2009 do programa ‘Big Brother Brasil’, da TV Globo, tinha como uma de suas participantes Maíra Cardi, que saiu no nono paredão. Após algumas polêmicas envolvendo seu ex-marido da época, Maíra se mudou de país e fez cursos de nutrição e nutrição esportiva. Em 2015, ela lançou seu primeiro e principal programa de emagrecimento: ‘Maíra Seca Você’.

Foi então que suas dicas e conselhos sobre emagrecimento começaram a ser divulgados. No entanto, um ano após a situação, o Conselho Regional de Nutrição informou a Maíra que ela não poderia exercer a profissão de nutricionista no Brasil. A influencer, mesmo envolta em polêmicas, conseguiu ganhar destaque entre nomes como Anitta, Larissa Manoela e Lexa.

No principal programa alimentar da empresária, o cliente faz um pagamento de no mínimo três mil reais para ter acesso a uma rede de profissionais que o ajudarão a entrar em um estilo de vida saudável. São quatro planos diferentes e seu valor aumenta a cada um.

Polêmicas não tão saudáveis

No primeiro semestre de 2021, Maíra viralizou nas redes após contar que ficou em jejum intermitente por uma semana, afirmando que a experiência tinha sido ”mágica” e que passaria sim mais tempo sem comer.

A atitude foi criticada, já que suas falas podem atingir pessoas que têm – ou podem chegar a desenvolver – algum tipo de transtorno alimentar. Além disso, o método só pode ser realizado com acompanhamento nutricional e médico. Por ser uma personagem influente, a life coach não se preocupou com quem poderia estar consumindo seu conteúdo.

A nutricionista Bruna Amadio Jorge conta que o sentimento de culpa é muito frequente ao não conseguir ingerir certos tipos de alimentos. ”Não conseguir no sentido de ter recebido alguma orientação de que aquele alimento não pode ser consumido, e ela [a pessoa] colocar isso como regra oficial”.

Mais recentemente, a empresária fez um comentário reclamando que o marido, o ator Arthur Aguiar, estaria comendo muito pão no reality ‘Big Brother Brasil’ e ”estragando o trabalhado dela”.

Inúmeras críticas foram despejadas sobre Maíra, inclusive de outras influenciadoras, como Thais Carla, que também é bailarina. ”Aquela blogueira fitness, ela não cansa de ser gordofóbica. Está lá preocupada se o marido dela, que está no ‘BBB’, se ele vai engordar ou não. Exaustivo esse assunto… Estou cansada desse assunto, que vende discurso de opressão, falando que é para saúde”.

Bruna Amadio Jorge explica que o carboidrato tem inúmeros benefícios para nosso corpo. ”Não é correto excluir esses alimentos porque eles são fontes de energia para nosso corpo. A gente não consegue viver só de proteína e lipídeos, que são a gordura. Nós necessitamos do carboidrato. Excluindo o carboidrato pode gerar consequências futuras”.

Beleza que machuca

A busca pelo ”corpo perfeito” faz com que as pessoas descuidem de si mesmas, buscando saídas nada saudáveis para isso. As dietas restritivas, principalmente as encontradas na internet, são uma das diversas alternativas. No entanto, são a escolha certeira para acabar com o psicológico e com o metabolismo corporal.

Como o gasto de energia cai, o corpo se coloca em um estado de preservação. A dieta restritiva vai contra o que o corpo precisa. Além disso, não há uma mudança ou um aprendizado na alimentação justamente porque um dos princípios das dietas restritivas é eliminar completamente alimentos da rotina, principalmente os carboidratos.

”A forma mais adequada de buscar uma reeducação alimentar é procurar um profissional da área – seja endócrino, nutrólogo ou nutricionista – que esteja apto para escutar o indivíduo, o que ele precisa e o que ele está buscando. A pessoa tem que se sentir bem com ela mesma, e então os resultados começam a aparecer, de maneira leve”, conta Bruna.

”Eu acredito que o primeiro passo para uma alimentação saudável, independentemente se for para emagrecimento ou ganho de peso, é que o indivíduo precisa se aceitar da forma que ele é. Alimentação saudável é muito mais do que padrões, é para a vida toda. É para se sentir e ficar bem”, finaliza.

She's 20, survives every morning after a big cup of coffee. Loves pets more than humans and in her free time, she just goes around with a camera, taking pictures of whatever she sees.