A Volta Dos Anos 2000: Por Que Hits Do Passado Viram Trend No TikTok?

Não é surpresa para ninguém que nos últimos tempos as redes sociais estejam dominando o mundo da internet — afinal, elas fazem com que cada vez mais pessoas fiquem completamente conectadas a essas plataformas, que em muitos dos casos promovem experiências simples de entretenimento. E, nesse contexto, o TikTok se tornou o queridinho da geração Z, com a premissa de criar vídeos curtos de diversos conteúdos — seja dança, humor, maquiagem, dublagem, etc.

Para entender melhor como esse simples aplicativo de vídeos se tornou uma grande febre, primeiro é necessário entender como ele surgiu. De princípio existe uma dúvida do porquê diferentes aplicativos como os finados Vine e Dubsmash, que tinham a mesma proposta do TikTok, não conseguiram manter o sucesso. Porém, é importante entender que esses programas, embora compartilhassem ativos semelhantes, não possuíam um algoritmo de inteligência artificial que os tornava irresistíveis o suficiente - em palavras mais simples: algoritmos que não estimulavam o crescimento dos criadores de conteúdo. Além disso, as opções de edição do TikTok que são mais sofisticadas e permitem que os usuários façam vídeos cada vez mais criativos.

E embora o aplicativo tenha surgido em maio de 2016, com o nome de “Douyin” na China, ele se popularizou, de fato, em 2020. Com a pandemia do coronavírus e a necessidade do isolamento social, na qual praticamente todos eram obrigados a ficar em casa, foi impossível não cair na tentação de criar uma conta e acompanhar o que as pessoas conseguiam criar, mesmo enfrentando uma crise global. O mais impressionante, contudo, é que o TikTok foi uma forma de entretenimento que se destacou no ano da pandemia, fazendo com que diversas pessoas, dentre elas até famosos como Miley Cyrus, Liam Payne, Tom Felton, Lil Nas X, entrassem na onda e usassem o aplicativo para se auto promoverem ainda mais.

Coronavirus Unsplash

Porém o TikTok, além de conseguir ser uma plataforma que faz seus criadores fazerem vídeos de maneiras super inovadoras, também ajudou a relembrar músicas que não eram popularizadas há muitos anos. As conhecidas “trends” são aqueles desafios virais que são recriados por um público gigantesco, tornando músicas, danças e dublagens grandes sucessos. E a dimensão dessas Trends é tão grande que elas nem se tornam exclusivas do próprio aplicativo, já que é possível ver essa variedade de vídeos não só no TikTok, mas em várias outras redes.

É óbvio que o aplicativo não faz exclusividade de faixa etária, e por isso todos são bem-vindos para acompanharem e criarem de forma livre. Contudo, de acordo com pesquisas, como é o caso de uma  feita pelo site Infobase chamada “TikTok: a rede social da geração Z", os maiores usuários são os jovens de 13 a 24 anos — e são esses adolescentes e jovens adultos que estão trazendo de volta as músicas que acompanharam as suas vidas e que certamente fazem mais sucesso para eles do que músicas de outras gerações.

O fato é que trazer esse conteúdo musical que em muita das vezes não fazia sucesso há anos pode ser uma maneira desse público tentar viver e matar a saudade de experiências de vida que eles não estão tendo na pandemia. Assim, é compreensível que muitas dessas pessoas estejam sentindo falta de ir em festas e comemorar com os amigos ao som desses hits que marcaram suas infâncias e adolescências afastadas de uma pandemia.

Sendo assim, aqui foram algumas músicas que mais bombaram no TikTok em 2020!

  1. 1. "Alors On Danse" (2009)

    Esse hit francês foi tocado em muitas festas, principalmente em 2010, quando ela virou febre.

    Ela é cantada pelo Stromae, um artista que é conhecido por combinar hip hop, música eletrônica e um ritmo chamado chanson. No TikTok ela foi revivida em uma versão mais lenta, depois de mais de 10 anos em uma trend onde a proposta é diversa! Pode ser usada para dançar, fazer edições de vídeo ou até mesmo como fundo musical para mostrar um produto interessante.

  2. 2. "I’m Just a Kid" (2002)

    Essa é realmente muito famosa, dentro e fora do aplicativo. O single de estreia da banda Simple Plan é um sucesso arrebatador, viralizando no TikTok como uma trend de recriação de fotos ou vídeos do passado do criador. Geralmente, a pessoa se posiciona no mesmo lugar em que esteve, com roupas parecidas e com as mesmas pessoas para recriar memórias da infância. É um desafio muito divertido e muitas vezes muito emocionante.

  3. 3. "Suit & Tie" (2013)

    A música de retorno do sumiço de seis anos do Justin Timberlake voltou a ser assunto em 2020. No aplicativo, as pessoas usam essa música para relatarem momentos cômicos e até vergonhosos que já tiveram — ou só para dançar mesmo!

  4. 4. "Cannibal" (2010)

    É irônico que a cantora Kesha tenha sua música Cannibal como uma grande trend no aplicativo e não o seu outro sucesso que possui o mesmo nome da rede social, “Tik Tok”. No entanto, seu hit é basicamente usado para fazer coreografias criativas que incentivam outras pessoas a aprenderem novos passos em meio a quarentena!

  5. 5. "Mirrors" (2013)

    Aparentemente o Justin Timberlake é profissional em emplacar sucessos no Tik Tok. Mirrors é outro hit seu de 2013 e, no aplicativo, a trend é composta em sua maioria de vídeos de casais expondo seus relacionamentos na rede social.

Por fim, fica claro que o TikTok é um aplicativo que está longe de ser extinto. As pessoas conseguiram encontrar diversos usos para ele, desde ensinar coisas novas, até compartilhar fatos que consideram interessantes! Fica claro, assim, que as interações feitas nessa rede só tendem a crescer, já que por sua causa muitas pessoas se mantiveram felizes e entretidas dentro de casa. Por conta disso, novas trends irão surgir e certamente elas envolverão cada vez mais hits musicais queridinhos dos anos 2000.