Her Campus Logo Her Campus Logo
Entertainment

Taylor Swift Não Deveria Voltar A Cantar Pop. Por Quê?

The opinions expressed in this article are the writer’s own and do not reflect the views of Her Campus.

O álbum novo de Taylor Swift, ‘Midnights’, será lançado no dia 21 de outubro e, assim como para todos os seus projetos, a expectativa dos fãs é grande. A maioria já está tentando desvendar os mistérios que a cantora pode ter deixado no caminho, desde que a revelação foi feita durante a cerimônia do VMA, no último mês.

Além de não sabermos praticamente nada sobre seu novo lançamento, Taylor não nos deu nenhuma informação sobre o gênero musical que pretende seguir. Nada incomum para seus padrões enigmáticos, porém os rumores não foram muito bem recebidos pelo público em geral.

A loja Target, dos Estados Unidos, cadastrou ‘Midnights’ como um disco pop em seu site. Muitos acabaram reclamando por esperarem novidades musicais de Taylor – algo que ela já vem fazendo nos últimos anos.

Devemos admitir: de pop, Taylor Swift entende bem. ‘1989’, seu quinto álbum de estúdio, fez um tremendo sucesso na época de lançamento — revolucionário, até. Foi sua primeira mudança de estilo musical e ainda é considerado um dos mais premiados na história. Mas será que agora é o momento certo para tentar mais uma vez?

Why? ‘Cause she is dead!

Seguido de ‘1989’, o álbum ‘Reputation’ não estava nos planos de Taylor, mas tornou-se um dos favoritos de seus fãs. Foi fruto de sua expressão musical diante de todas as adversidades enfrentadas pela cantora entre os anos 2016 e 2017 e, ao contar sua versão dos acontecimentos por meio de 15 faixas musicais, ganhou a compaixão e a compreensão do grande público.

Em seguida, ‘Lover’ foi lançado em 2019. Não tinha nada relacionado com ‘Rep’ e, ao mesmo tempo, tudo a ver. Ambos são discos pop e algumas músicas têm temas parecidos, mas com perspectivas diferentes.

Nenhum dos dois atingiu a mesma glória que seu primeiro disco inteiramente pop, mas nem por isso são menos importantes para sua carreira. É apenas uma constatação de que se espera uma inovação de Taylor a cada ”era” e que ela deve superar a si mesma a cada lançamento. Afinal, se reinventar é uma de suas características mais marcantes.

All you had to do was… a rock album

O fato de que Taylor Swift gosta de inovar não é novidade e ela realmente não brinca em serviço. Ela é a única artista na história a ganhar três Grammys na categoria de Álbum do Ano, sendo que cada um foi produzido em um gênero musical diferente.

O primeiro foi em 2010, com ‘Fearless’; ‘1989’ ganhou cinco anos depois. Ambos os álbuns também foram premiados como os melhores em suas respectivas categorias musicais: country e pop. O mesmo prestígio foi dado ao ‘folklore’, em 2021. Ele foi produzido de forma experimental, no estilo indie folk, e nem mesmo Taylor previu o tamanho do sucesso que um projeto criado durante uma pandemia poderia receber. 

Taylor Swift folklore
Republic

Após iniciar sua carreira no country, alterar a maneira como se produz pop e, ainda por cima, mesclar tudo isso com o folk, parece meio óbvio que seu próximo passo seja atravessar as barreiras e estigmas de uma diva e se aventurar no rock.

Qualquer fã da Taylor que se preze já ouviu ‘We Are Never Getting Back Together’, na versão rock. A cantora resolveu inovar seu repertório durante a ‘1989 Tour’, cantando essa e ‘I Knew You Were Trouble’ na mesma versão de rock metal.

Sua energia no palco durante a apresentação dessas duas músicas é eletrizante. Qualquer um que tenha visto já chegou a pedir ou sonhar com um disco produzido inteiramente em gêneros e subgêneros de rock.

Claro, Taylor tem o potencial e o entendimento necessário para tal, mas ela não é obrigada a fazer nada do tipo. Apesar de ser seu trabalho, ele é, acima de tudo, movido pelo seu amor pela música. O problema é que um pedido é um desejo e, se é isso que seus fãs desejam, a era pop talvez não seja mais suficiente para agradá-los.

Welcome to… a new era?

‘Midnights’ virá e os olhos de todos estarão cheios de sangue para julgá-lo. Seus precedentes são considerados as melhores coisas que a pandemia nos trouxe: dois discos ”irmãos”, ‘folklore’ e ‘evermore’ – ambos um misto de gêneros e músicas para todos os gostos.

A estética e suas possíveis participações também prometem. Mas, apesar da inclinação do público sobre o possível gênero escolhido, esperamos que, mesmo com um álbum pop, Taylor Swift nos surpreenda mais uma vez com seu lirismo, musicalidade e paixão pela música.

—————

O texto acima foi editado por Diovanna Monte.

Beatriz Cyrino

Casper Libero '25

Journalism student at Cásper Líbero, passionated about nothing except by Taylor Swift and books. Writing to have a better understanding about me and the world.
Similar Reads👯‍♀️