Por Que Assistir A Nova Série Da Amazon Prime, “The Wilds: Vidas Selvagens”?

A série de TV “The Wilds”, disponível na Amazon Prime, criada pela roteirista norte-americana Sarah Streicher, retrata 8 meninas que, após um acidente de avião, ficam presas em uma praia deserta e precisam se adaptar para sobreviver.

Lembrou da série “Lost” (2004)? Não passa de uma lembrança, afinal “The Wilds” é uma série teen, e traz uma proposta totalmente diferente. Mas por que atrai o público jovem?

Photo by Sincerely Media on Unsplash

A resposta é simples, em 10 episódios conhecemos Leah (Sarah Pidgeon), Rachel (Reign Edwards), Nora (Helena Howard), Martha (Jenna Clause), Toni (Erana James), Dot (Shannon Berry), Shelby (Mia Healey) e Jeanette (Chi Nguyen), nas quais todas são passíveis de uma identificação.

As personagens trazem diversas temáticas, que refletem o que muitas mulheres adultas e adolescentes carregam em suas vidas. Os exemplos são muitos: sofrer por amor, ambição em excesso, problemas com a família e aquilo que não se conta a ninguém, mas está anotado em algum lugar, seja em um livro, bloco de notas digital ou algum cantinho do coração - e dói, em proporções inimagináveis.

O uso da ficção ocorre por tratar da sobrevivência em uma ilha - durante o período de 22 dias - em uma situação que se torna cada vez mais próxima do espectador. As personagens precisam contar umas com as outras, e não podem ter contato com conhecidos.

Se a quarentena mexeu com a percepção de isolamento por conta da pandemia de Covid-19, é possível entender a ansiedade, os momentos de insanidade e de esgotamento mental que elas sentem, é como se estivéssemos na ilha também.

As personagens foram pensadas de uma forma que, apesar de serem diferentes, também se completam. O olhar de improviso de forma inteligente de Dot se completa com a positividade de Shelby, por exemplo. A grande semelhança entre elas está na força.

Woman in White Bed Holding Remote Control While Eating Popcorn Photo by JESHOOTS.com from Pexels

É trazido o drama de irmãs dentro e fora de casa, pessoas cheias de si por fora e vazias por dentro, a busca incessante de um lugar no mundo. Já não somos alguém só pelo fato de existir? Algumas extravasam demais, outras de menos, existe um ponto certo de estado emocional? Podem ser consideradas amigas pelo tempo confinadas?  São alguns dos questionamentos que o espectador pode se deparar conhecendo as 8 garotas.

A trama traz temáticas que precisam ser abordadas cada vez mais na sociedade preconceituosa e intolerante que vivemos, entre eles a homofobia, o conservadorismo e o machismo. Também trata de outras feridas, como abandono familiar e a cobrança constante em atender expectativas de familiares, afinal qual foi a jovem que nunca se sentiu cobrada?

O elenco traz diversidades e a história particular de cada uma das personagens também. A presença de mulheres na séria vai além do elenco. Conta também com a criadora Sarah Streicher, Amy B. Harris de showrunner, seis diretoras, quatro produtoras executivas, quatro escritoras e uma coordenadora de acrobacias. Com todo o respeito, viva as mulheres!!

A trama continua, “The Wilds” já tem segunda temporada confirmada e, de acordo com a criadora, há conteúdo para cinco temporadas: enredo para causar curiosidade não falta! Ainda não há data de estreia, mas as gravações são esperadas para o segundo trimestre de 2021.