As Mulheres que Abalaram nos Jogos Pan-Americanos

Os Jogos Pan-Americanos são um importante evento multiesportivo para atletas de nações do continente americano, celebrado a cada quatro anos, antecede os Jogos Olímpicos de Verão. Este ano (2019) sua sede foi em Lima, capital peruana, percorrendo os dias 26 de julho a 11 de agosto, tendo como líder do quadro de medalhas os Estados Unidos. Dentre os ganhadores, alguns se destacaram, conheça agora algumas das mulheres que honraram seu país e voltaram para casa com mais que uma medalha de ouro.

  1. 1. Delfina Pignatiello

    Com apenas 19 anos, a argentina foi destaque na natação em Lima-2019 com as medalhas de ouro conquistadas nos 400, 800 e 1.500 metros livre. Seu nome brilhou acima de todos, ofuscando a americana pentacampeã olímpica Nathan Adrian e tornando-a a primeira nadadora argentina (entre homens e mulheres) a conquistar três medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Devido ao seu grande desempenho, foi eleita campeã da delegação nacional para a cerimônia de encerramento.

  2. 2. Martine Grael e Kahena Kunze

    As velejadoras brasileiras, campeãs olímpicas Rio 2016, romperam um grande tabu em Lima. Pela primeira vez mulheres brasileiras tiveram a honra de carregar a bandeira do Brasil na cerimônia de abertura dos jogos. Anteriormente este cargo era dado apenas a homens. Mostrando tamanha maestria e competência, as mulheres de apenas 28 anos voltaram para casa com a medalha de ouro na disputa da vela na classe 49er FX e a medalha de bronze na disputa das regatas. 

  3. 3. Chantel Malone

    A atleta, de 28 anos, disputou o salto em distância nos jogos e levou o ouro. Representando as Ilhas Virgens Britânicas, país com apenas 28 mil habitantes, ela concedeu ao país a primeira medalha na história dos Jogos Pan-Americanos.

  4. 4. Kimberly Susan Rhode

    Kim Rhode é atiradora esportiva estadunidense, recordista no tiro. A única, dentre homens e mulheres, que possui seis medalhas em seis olimpíadas consecutivas. Após conquistar medalha de ouro no Pan de 2019, a atleta afirmou que vai em busca da sétima medalha e de um recorde Olímpico na Tóquio 2020.

  5. 5. Ashleigh Johnson

    Atleta de polo aquático, ela revolucionou o time estadunidense. Além de ser a primeira integrante negra, é destaque entre homens e mulheres de um esporte que é dominado por brancos na maioria dos países. Com apenas 21 anos, já foi eleita melhor goleira do mundo, melhor atleta da modalidade durante os jogos Olímpicos do Rio 2016 e leva consigo a medalha de ouro dos jogos Pan-Americanos lima 2019.

As mulheres cada vez mais irão se ocupar destes espaços (como o esporte) que antes pertenciam exclusivamente aos homens, essas são apenas algumas que se destacaram e esperamos que a cada ano este número esteja em crescimento. 

Resultado de imagem para gif girl power