Mais que um Filme de Heróis com Efeitos Especiais - "Vingadores: Ultimato"

Após "Vingadores: Guerra Infinita", o universo está devastado, com 50% da população do universo a menos, graças a Thanos. No último filme da terceira fase de Vingadores, o “Ultimato”, os heróis que restaram precisam se unir para tentar reverter o estalar de dedos do vilão. Independente das consequências, os personagens têm o intuito de fazer o que for preciso para salvar esse universo, sendo tal missão liderada pelo Capitão América (Chris Evans), Viúva Negra (Scarlett Johansson) e Homem-Formiga (Paul Rudd).

Foto: IMDb

Dos diretores Joe e Anthony Russo e inspirado nas histórias em quadrinhos, o longa “Vingadores: Ultimato” da Marvel Comics é produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Picturies. O filme é uma sequência de longas anteriores e envolve a maioria dos personagens presentes no universo Marvel. Estreou em 22 de abril de 2019, em Los Angeles e no Brasil, dia 25 de abril.

Mas como um bom filme de ação, as gravações demoram bastante e, portanto, começaram bem antes: foi em 2017, com o término das gravações de Guerra Infinita. Quanto ao roteiro, os irmãos Russo foram contratados em 2015 e, logo em seguida, começaram a escreve-lo, deixando em sigilo todas as informações. “Nós estamos protegendo o filme há três anos, nem os atores puderam ver todo o roteiro”, afirmou Joe.

Com duração de 3 horas e 2 minutos, muitas críticas surgiram, a maioria delas dizendo que algumas cenas poderiam ser cortadas e que enrolaram muito para chegar realmente nos acontecimentos. Mas o filme tem uma história bastante extensa e haviam muitas questões a serem abordadas. Todas as cenas têm extrema importância no desenvolvimento. O toque de comédia por parte dos personagens e o ritmo equilibrado faz com que as três horas pareçam apenas uma.

Foto: IMDb

Críticas sobre o pouco tempo de tela da Capitã Marvel (Brie Larson) também surgiram, por ter sido um filme muito aguardado e a heroína ser a mais forte de todo o Universo Marvel. Mesmo com poucas aparições, a Capitã cumpre seu papel quando necessário e, diferente dos outros vingadores, ela não tem só um planeta para “cuidar”.

Apesar dos personagens homens aparecerem mais do que as mulheres, há cenas impactantes que mostram a força e união feminina. É pouco, mas diante de todos os cenários dos filmes anteriores, dificilmente conseguiriam igualar a presença dos dois gêneros no “Ultimato”, que é o fim de um ciclo. O feito já é um bom começo, são cenas que chamam atenção e ficam guardadas na memória. Comparado com outros filmes da saga, a presença feminina está bem mais forte.

“Ultimato”, diferente do que muito já se falou sobre filmes de heróis, não é apenas rico em efeitos especiais, é uma história que mostra a importância do trabalho em grupo, da empatia e de fazer o bem a cima de tudo e de todos. É um verdadeiro presente que tende a cair nas graças do público. Sentiremos saudades desta geração, mas agora é hora de esperarmos ansiosamente as novas histórias. O que será que o Universo Marvel nos reserva?