CNN - A Chegada da Gigante

Março se iniciou e com ele uma novidade que promete mudar a história jornalística brasileira, a tão aguardada chegada da CNN no Brasil.

O canal norte-americano CNN é reconhecido por sua dramática divulgação ao vivo de notícias de última hora, como a intensa cobertura sobre o furacão Katrina em 2005, que rendeu um prêmio Peabody para a emissora, além da famosa transmissão do atentado de 11 de Setembro, outro trabalho bastante reconhecido. Vale ressaltar que em sua trajetória a CNN acumula, entre outros prêmios, 5 emmys. Atualmente, o canal de notícias está em mais de 200 países.

O anúncio de que a CNN chegaria ao Brasil foi feito no dia 14 de janeiro de 2019. A sede da empresa fica na Avenida Paulista, próximo ao MASP, no antigo prédio do Banco Real. O canal de notícias vem para o Brasil por iniciativa do empresário Rubens Menin, fundador e presidente do conselho da construtora MRV.

No que diz respeito a estrutura da sede, o prédio apresenta um painel em led que exibe toda a programação da emissora, a instalação tem por objetivo atrair a atenção das mais de 32 milhões de pessoas que circulam o local todos os meses, além de contar com um totem de 2 metros de altura com a marca da empresa. O telão também permite que quem estiver passando veja o que está rolando dentro dos estúdios.

Além de divulgar todo seu processo de instalação, a CNN aproveitou as contrações para fazer a divulgação de sua chegada ao Brasil. A empresa roubou nomes famosos da TV Globo, Record e outras, como Monalisa Perrone, Mari Palma e Reinaldo Gottino.

 

No ar CNN Brasil

No dia 15 de Março a franquia brasileira da emissora americana teve a sua estréia no canal 577. A primeira transmissão contou com os âncoras Monalisa Perrone e Evaristo Costa como apresentadores do programa especial CNN No Ar, o qual mostrou os bastidores da empresa, a festa de inauguração, as grandes coberturas do canal internacionalmente e uma série de depoimentos dos contratados, iniciando assim os primeiros minutos de existência do canal. A cobertura também contou as notícias quentes do dia, como tudo o que está acontecendo por causa do Coronavírus.

Na sua primeira semana no ar a CNN Brasil promoveu o lançamento de seus principais telejornais. A programação se iniciou com Taís Lopes, logo pela manhã da segunda-feira, com o Agora CNN e dividindo o CNN Novo Dia com Gottino. Junto de Daniela lima, Gottino apresenta o CNN 360°, um programa de debates entre ideologias de direita e esquerda. Os telespectadores demonstraram bastante interesse na dinâmica e se manifestaram na internet reagindo à interação entre os dois comentaristas e também participaram das discussões propostas pelo programa.

Seguindo a programação, Mari Palma e Phelipe Siani no Live CNN Brasil trouxeram temas como universo digital, tendências, comportamento e cultura pop.  A noite, o telespectador acompanha o Expresso CNN, apresentado por Monalisa Perrone e Carol Nogueira, com notícias do Brasil e do mundo, com convidados; o temático “jornal das nove”; o Jornal da CNN, apresentado por William Waack; e finalizando a noite, o Realidade CNN, que traz assuntos diversos, como saúde, animais, culinária e viagens.

O início da programação da rede de notícias repercutiu na web dividindo a opinião do público. Críticas foram feitas em relação ao áudio que rendeu comparações aos de WhatsApp. A falha na grafia do microfone que foi recebido simbolicamente da sede nos Estados Unidos foi outra gafe percebida pelos telespectadores. Outra desaprovação foi feita em relação à postura do canal, que acreditam ser pró-Bolsonaro, diante do comportamento aparentemente ético e respeitoso do repórter ao realizar uma entrevista com ele. Entre outras críticas, o comportamento dos jornalistas causaram muito incomodo, pois em meio a pandemia, não deixaram a empolgação da estréia de lado e deram notícias pesadas de forma bem animada. Agora é esperar e ver qual será o futuro da CNN no Brasil e se ela vai conseguir repetir no Brasil a carreira que tem ao redor do mundo.