8 Motivos Para Assistir À Série “One Day At A Time”, Da Netflix

A série norte-americana ‘’One day at a time’’ (Um dia de cada vez), da Netflix, conta o cotidiano e os desafios de uma família cubano-americana que mora em Los Angeles. Baseado em um sitcom de 1975 de mesmo nome, o roteiro acaba prendendo a atenção do espectador por tratar da complexidade de situações familiares e rotineiras sob uma perspectiva leve e sem tabus.

Foto: IMDb

Tudo começa quando a recém divorciada Penélope, veterana do Corpo de Enfermagem do Exército dos Estados Unidos, tenta lidar com o seu Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TEPT). Ao retornar da guerra, ela passa a cuidar dos seus dois filhos, Elena e Alex, com a ajuda de sua mãe, uma imigrante cubana chamada pelos familiares de “abuelita”.

E aí, gostou? Então vem conferir 8 motivos para assistir ''One day at a time''.

1. A série é bem rápida de ser assistida

Ao todo, estão disponíveis na Netflix três temporadas com 13 episódios (cada um costuma durar de 25 a 35 minutos), ou seja, são 39 episódios. Caso você seja aquele tipo de pessoa que curte maratonar séries na plataforma, ''One day at a time'' é uma sugestão excelente.

2. Família tradicional? Nunca nem vi

Foto: IMDb

Exatamente. A série quebra a tradição de família americana com um casal heterossexual e dois filhos adolescentes comuns. Como já mencionado, a família tem ascendência cubana e Penélope mora com sua mãe e seus dois filhos. Além disso (alerta de spoiler), Elena, a mais velha, assume ser homossexual e não segue o estereótipo de adolescentes de 15 anos: não curte maquiagem, lidera movimentos sociais e não sente a menor vontade de ser popular em seu colégio católico.

3. Os personagens não escondem seus defeitos

A começar pelo amigo mais próximo da família, Schneider. Branco, hétero e rico, o personagem teve uma infância solitária e materialista, além de problemas com o álcool. Ou seja, a quantidade de privilégios não faz dele alguém perfeito. Fora isso, Penélope é honestamente retratada com os problemas pessoais a que todos estão sujeitos, mas que nem todas as séries mostram: a saudade do ex, os familiares inconvenientes e as dificuldades financeiras, por exemplo. Todos os personagens de One Day at a Time expõem seus defeitos e fraquezas, mas sempre tentam corrigi-los.

4. É militância que você quer, @?

Foto: IMDb

Então é militância que você vai ter! Existem muitos assuntos polêmicos que são tratados a todo instante na série, principalmente por Elena, uma manifestante nata: mulher, latina, feminista e ativista contra o racismo (principalmente pelos latinos). Mas não para por aí. Situações entre outros personagens trazem assuntos polêmicos em pauta, como no trabalho de Penélope, lugar onde ela sente que não é escutada por seus colegas homens simplesmente por ser mulher. Fora isso, os roteiristas fazem uma crítica ao ironizar o personagem Schneider, que tem a vida almejada por todos, mas sempre pensa sofrer preconceito por ser branco e canadense.

5. A trilha sonora é envolvente

Geralmente poucas pessoas se atentam a esse detalhe, mas ele pode ser responsável por dar vida a uma série. A música tema "This is it" foi regravada para a versão mais recente da série e conta com um novo arranjo, apresentando instrumentação cubana. Além dessa música, ao longo das três temporadas, outras músicas muito boas e envolventes surgem para aumentar seu repertório.

6. Mistura de emoções

Foto: IMDb

É fato que a série se enquadra mais no gênero de comédia, mas não vá pensando que o drama fica de fora. Prepare os lencinhos, porque você vai se emocionar com os desabafos, problemas e desafios dos personagens. Para quem gosta dessa salada de emoções, a série é perfeita.

7. Autocrítica

A série mostra claramente a maneira estereotipada e xenofóbica com que a população estadunidense recebe imigrantes latinos, principalmente os que vêm de Cuba e do México. (Alerta de spoiler) Em um episódio da 2° temporada, a família vai a uma sorveteria para comemorar e, ao cantarem no estabelecimento, um homem reclama para que falem mais baixo. Penélope e Lydia, a abuelita, vão repreendê-lo logo em seguida.

8. Rita Moreno e Justina Machado

Foto: IMDb

As duas atrizes porto-riquenhas são as mais famosas do elenco e, caso nenhum dos motivos listados acima tenha sido o suficiente, o último certamente vai te convencer! A atriz, dançarina e cantora Rita Moreno realizou a rara conquista de receber os quatro maiores prêmios de entretenimento norte-americanos: Emmy (1977, 1978), Grammy (1972), Oscar (1962) e Tony (1975). Ela também foi a primeira mulher hispânica a receber um Oscar. Justina Machado ficou conhecida por interpretar a personagem Vanessa Diaz na série Six Feet Under e Brenda na série Queen of the South.