#7 Livros Com Temática LGBT+ Para Expandir Seu Ponto De Vista

Apesar da comunidade LGBT ter conquistado diversos direitos sob muita luta e conscientização, a LGBTfobia ainda está presente na nossa sociedade, seja de forma explícita ou não. O Brasil é o país que mais mata pessoas trans e travestis no mundo, de acordo com a ONG Transgender Europe.

E é por isso que é necessário que criemos empatia. A literatura é um poderoso instrumento para tais mudanças, afinal quem lê vive em outras realidades. A partir disso criamos uma lista com 7 livros com temáticas LGBT para ampliar sua visão de mundo.

  1. 1. Aristóteles E Dante Descobrem Os Segredos Do Universo - Benjamin Alire Sáenz

    A narrativa se passa na década de 1980, nos Estados Unidos, durante o verão. Aristóteles, ou Ari como é chamado, conhece Dante em uma piscina comunitária. A história é simples, mas não deixa de ser sensível e avassaladora em muitos momentos.

    O livro é contado na visão de Ari, um personagem tímido, melancólico e por vezes nostálgico. Quando conhece Dante, ele se depara com uma nova realidade e novos sentimentos, visto que Dante é o seu oposto. Ele é carismático, animado e bem articulado.

    O autor cria uma amizade poderosa e muito linda, que acaba desaguando em um sentimento mais profundo. Por conta disso, o livro é sobre a jornada de Ari e Dante pelos descobrimentos e aceitações. É uma jornada de autoconhecimento.

    A narrativa é fluida, portanto, é uma leitura rápida. Apesar de ser uma prosa, Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo de formas que se assemelham a um poema, devido a linguagem, por vezes, lírica.

  2. 2. Com Amor, Simon - Becky Albertalli

    A história é sobre Simon, um garoto do ensino médio que é gay. Ele vive um dilema atemporal: como se assumir para os pais e para seus colegas? Simon se questiona diversas vezes sobre a necessidade de se assumir enquanto homem gay, enquanto pessoas héteros não precisam desse rito.

    Enquanto isso, Simon vive seu primeiro amor. Porém, de forma anônima. Eles se conhecem no Tumblr, e a partir disso iniciam trocas de e-mails através de nomes fictícios. Eles mantêm o mistério sobre as verdadeiras identidades, apesar de estudarem na mesma escola. No entanto, um dos colegas de Simon descobre seu segredo e o chantageia. 

    O livro é sobre como os jovens homossexuais lidam com a saída do armário e todas as questões que isso envolve, mostrando as dificuldades de se assumir dentro de casa.

  3. 3. Fera - Eric Novello

    Fera é uma releitura do clássico A Bela e a Fera. Isso por conta do protagonista Dylan. Ele tem apenas 15 anos, porém possui quase 2 metros de altura, além de ter o corpo quase todo coberto por pelos. Devido a essa quebra de padrão estético, Dylan sofre bullying no colégio.

    Num dia em que está sozinho em casa, Dylan sobe no telhado e acaba fraturando a perna. O médico que o atende, aconselha sua mãe a levá-lo para uma terapia em grupo, pois Dylan perdeu o seu pai recentemente e por sua queda.

    E é nessa terapia em grupo que o nosso protagonista conhece Jamie, uma menina que rapidamente chama a sua atenção pela beleza. Dylan cada vez mais se apaixona pela garota. Eles constroem primeiramente uma amizade muito bonita, para só depois florescer o romance.

    No entanto, ao descobrir que Jamie é uma mulher transexual, Dylan se vê em um dilema: não se envolver com ela para não enfrentar o julgamento e preconceito de sua mãe e colegas ou seguir seu coração e enfrentar a represália social.

    Transfobia, depressão, perdas e baixa autoestima se encontram neste livro. Apesar de serem temas pesados, o autor aborda tais questões de forma leve e em um clima juvenil, ao mesmo tempo que com responsabilidade. É uma narrativa necessária para entendermos a transfobia e como superá-la.

  4. 4. Quarto de Giovanni - James Baldwin

    A história se passa na década de 1950, na cidade mais famosa da França. David foge do pai controlador ao ir para Paris, e é lá que conhece Giovanni. É importante ressaltar que David está noivo de Hella, que vai à Espanha para refletir se deve se casar ou não com ele.

    É em um desses bares frequentados por homens em busca de álcool e sexo que David encontra Giovanni, o garçom. A partir disso os dois começam a se relacionar. Além disso, ambos começam a viver no mesmo quarto, por isso o título Quarto de Giovanni. O quarto tem a função tanto de funcionar como cenário da narrativa quanto uma metáfora, visto que David ao mesmo tempo que quer estar sempre nele, possui a vontade de fugir dele.

    O romance possui tons autobiográficos. O protagonista possui conflitos internos, devido a esse amor por Giovanni. Em termos gerais, o livro é sobre aceitação e escolhas que fazemos ao decorrer da vida.

  5. 5. Quinze Dias - Vitor Martins

    Felipe é um garoto que além de ser gay, é gordo. É justamente por conta disso que ele não vê a hora das férias de verão chegarem. No entanto, Felipe se engana ao descobrir que suas férias, ou ao menos 15 dias delas, não serão tranquilos. Sua mãe aceitou hospedar Caio, seu vizinho pelo qual ele é apaixonado há um tempo, em sua casa durante os 15 dias em que a família do garoto estará viajando.

    O livro trata não só sobre a questão homossexual, mas também sobre gordofobia e inseguranças. Visto que, Felipe não possui problemas com sua sexualidade, mas sim com sua aparência. Conforme a trama vai se desenrolando, acompanhamos dois jovens com suas inseguranças, que a princípio pareciam ser completamente diferentes, construindo um relacionamento.

    O livro não é inovador, e nem pretende ser, mas seus temas não deixam de ser relevantes. Além de ser uma leitura rápida e fluida, é aquele tipo de livro que pode ser lido em uma única tarde.

  6. 6. Apenas Uma Garota - Meredith Russo

    Amanda Hardy é uma garota trans em busca de um recomeço, depois que o preconceito ameaça sua vida. Ela se muda para Lambertville, cidade em que seu pai mora, pretendendo viver como a mulher que sempre soube que era.

    Em Lambertville, Amanda encontra tudo o que sempre sonhou. Lá ela é vista apenas como uma garota linda, e só. Não uma garota trans. Ela faz novas amizades, vive experiências como mulher que antes não havia tido, e até mesmo namora.

    A autora também é uma mulher trans e por isso fala com propriedade sobre tais questões. O foco está no psicológico e nas relações sociais. A narrativa, portanto, é sobre uma garota que quer apenas viver em paz sendo quem é verdadeiramente.

  7. 7. Fun Home: Uma Tragicomédia Em Família - Alison Bechdel e Andre Conti

    A HQ funciona como uma autobiografia da Alison Bechdel, dando enfoque na sua relação com o seu pai, um homem frio e distante. O livro conta a história de Alison de forma não linear, alternando entre sua infância, adolescência e vida adulta.

    Além de contar a realidade dentro do casarão vitoriano, pois sua família era de fachada, seu pai era homossexual e teve casos com menores de idade, incluindo o babysitter de seus filhos. O casamento de seus pais não possuía nenhum amor. E a própria Alison fugia dos estereótipos femininos, assim como da sua lesbianidade.

    A sensação que a narrativa dá é a de como se estivéssemos observando tudo através de uma janela, e não fôssemos vistos. Observamos o âmago de uma família que foi se afrouxando pelas imposições heteronormativas.

E aí, você já leu algum desses livros?

-----------------------------------------------------------

The article above was edited by Safira L.M.

Liked this type of content? Check Her Campus Casper Libero home page for more!