Her Campus Logo Her Campus Logo
Career

“Eu só sou feliz quando consigo me expressar da maneira que eu me expresso na Mermaid”, diz Ana Paula Ferreira Cardoso, criadora da Mermaid Tales

Em entrevista exclusiva à Her Campus Cásper Líbero, a empreendedora contou a sua trajetória no desenvolvimento de um e-commerce de sucesso

Empreender é uma iniciativa que empodera, é colocar em prática uma ideia construída por uma pessoa ou por um conjunto delas. Levar um projeto para o mercado de trabalho mostra muita coragem e autonomia, para inovar e alcançar objetivos e, claro, não há nada mais satisfatório do que conquistar um sonho através do próprio esforço. A empreendedora Ana Paula Ferreira Cardoso, de 25 anos, é um grande exemplo de que é possível tirar as ideias do papel e concretizá-las.

Ela é a grande criadora da loja Mermaid Tales, um sonho que surgiu há muitos anos atrás, e que depois de muito planejamento, se tornou realidade. Foi no ano de 2010, quando Ana estava no ensino médio, que teve as primeiras ideias de ter um e-commerce. Entretanto, a era digital ainda não havia atingido o patamar atual, as redes sociais ainda não eram desenvolvidas e o acesso e conhecimento sobre essa área era limitado.

A empreendedora comenta que não compreendia a complexidade de embarcar nesse mundo, mas era um projeto que sempre a cativou. Ela admirava a ideia de ter um site, imaginava as embalagens de seus produtos e se encantava com todo esse processo. Nessa época, a sua intenção era fazer desse trabalho como uma renda secundária, pois pensava que por ser um trabalho online, seu horário seria mais flexível e, portanto, daria conta de administrar outras coisas. Hoje, ela percebe que isso seria impossível, principalmente se tratando de produtos artesanais.

O momento não era o melhor para investir em um site, visto que ela não possuía renda própria e almejava algo que precisaria de um toque profissional. Em seguida, ela se deparou com a temida fase de vestibular, quando a rotina era bem corrida e, nesse meio tempo, outras ideias afloravam em sua mente.

A ideia do e-commerce só retornou em 2014, quando ela já estava na faculdade e queria ter o próprio negócio, mas não sabia por onde começar, mas já pensava em trabalhar com produtos de papelaria. Mais uma vez, os anos foram passando e ela se deparou com diversas situações: se formou, finalizou o mestrado, foi para o exterior, administrou uma loja de joias com o seu pai e, por fim, começou a trabalhar no escritório dele.

O empreendedorismo só surgiu de fato, no ano de 2019, quando ela passava por uma fase difícil no quesito emocional e psicológico. Ana sentia como se nunca tivesse conquistado nada que a empoderasse e a trouxesse brilho, e foi quando ela decidiu enviar uma mensagem para sua amiga, Natalia Gomes, dizendo: “Vamos abrir uma loja de velas?” e após o apoio da amiga, esse sonho finalmente começou a ser colocado em prática.


woman on laptop
Photo by Startup Stock Photos from Pexels

A relação dela com Nat — um apelido carinhoso para a amiga — sempre foi de muita cumplicidade e era como se as duas tivessem uma “sintonia literária” e, por isso, iniciaram a loja juntas. Logo no dia seguinte, Ana já estava no escritório do seu pai se aprofundando no projeto, quando as duas criaram o nome: Mermaid Tales. Ela relata que sempre quis o nome relacionado com sereias e sempre foi uma admiradora do fundo do mar e de histórias místicas, desse modo, nada mais justo do que colocar esses interesses no nome do seu próprio negócio.

O primeiro dia de empreendimento trouxe uma sensação incrível para elas. No início, foram lançados três tipos de velas, e cinco foram vendidas em uma hora. Ana contou que isso a proporcionou um sentimento único, de que aquele projeto realmente estava acontecendo, era a realização de um sonho. Atualmente, Natália não trabalha mais com a loja, mas continua sempre por perto quando a amiga precisa. Ana administra todas as áreas do empreendimento sozinha, e sua mãe a ajuda com a parte da produção.

O processo criativo da loja é, geralmente, algo imediato, em alguns momentos as ideias surgem para Ana e ela sente a necessidade de anotar e colocar aquilo em prática. A descrição do personagem também é algo essencial no processo de desenvolvimento, e ela comenta que a criação de um produto é, também, uma homenagem ao fandom relacionado.

A loja preza muito pela inovação, o objetivo é trabalhar em produtos diferentes do que já são vendidos, mas não necessariamente mudando o personagem ou a temática. Quando é preciso lançar um produto de algum livro que não foi lido, ocorre uma pesquisa aprofundada em fontes confiáveis para o entendimento daquela história, até porque, mesmo que ela não tenha consumido aquele conteúdo, não significa que ele pode deixar de ser produzido na loja. Ela também se atenta muito para inovar as embalagens, brindes, adesivos, que mudam de acordo com a época do ano, e relatou ser uma das suas partes preferidas!

Os produtos, em sua maioria, são produzidos por Ana e sua mãe. As velas são feitas a mão com cera de soja, já os óleos essenciais são extraídos de frutas e plantas, com o intuito de manter a proposta ecológica, e utilizam o pavio de madeira, livre de parabenos. Os marcadores são desenvolvidos por ela, e após a produção do design, são enviados para gráfica para que a impressão seja feita. Ana revela que pensa em iniciar uma produção de marcadores feitos a mão. E, por fim, as flâmulas são produzidas pela loja Bandeirelas, a partir do design criado por Ana.


lit candles at home
Photo by Rebecca Peterson-Hall from Unsplash

Fazer a planilha dos valores e a precificação das velas são os maiores desafios que a loja encara desde o início, o preço da matéria prima utilizada pela loja se altera com frequência, principalmente em tempos de pandemia, em que os preços tendem a encarecer. Portanto, explicar para o cliente o motivo do reajuste nos valores dos produtos também é algo desafiador, pois surge uma sensação de decepcionar o consumidor, mesmo que tenha sido uma alteração necessária.

Ana relata que durante o processo de criação da Mermaid não houve nenhum tipo de insegurança, e que esse sentimento apenas aflorou quando Nat precisou sair do empreendimento, pois surgiu o medo de precisar seguir sozinha, entretanto, foi o momento em que ela buscou forças para continuar, como comentou na entrevista: “E eu sou forte o bastante para nadar contra a maré, se for necessário”.

Hoje, ela diz que essa loja é o seu ponto de paz e resiliência, e a empodera de diversas formas. Como disse Ana Paula: “Ela faz com que eu me sinta uma mulher independente”; “Quando tudo tá indo por água abaixo, eu penso: não, eu ainda tenho a Mermaid”. E não há nada que a faça se sentir tão forte, suficiente e valorizada quanto essa loja.

As maiores alegrias proporcionadas pela Mermaid são os feedbacks recebidos pelos clientes, as mensagens, o reconhecimento do público, e perceber que aquele produto faz a diferença. Além disso, criar a proximidade entre o leitor e o livro também é algo que traz muita satisfação para ela, e é incrível ver esse sonho tendo um retorno próspero. Além disso, a empreendedora pensa em concretizar, futuramente, um projeto que arrecade fundos para doações em ONG’s, inspirando outras pessoas a fazerem o mesmo.

Em uma de suas falas, Ana Paula menciona que independentemente do tamanho do seu negócio, você deve tratá-lo como se fosse o maior de todos, e reconhecer o seu trabalho e suas conquistas são fatores essenciais no decorrer de todo esse processo. A Mermaid Tales surgiu em um momento sem perspectiva sobre sua vida profissional, como ela mesma afirma: “A minha loja, a minha empresa, me salvou”, e apesar de toda experiência vivenciada por ela, essa foi a primeira vez em que ela teve a oportunidade de conduzir tudo do seu jeito, baseado em seus gostos e concretizando o seu sonho.

Administrar uma loja sozinha é encorajador, é traçar sua própria rotina, aprendendo cada uma das áreas do empreendedorismo, que, por consequência, possibilita conhecer várias áreas dentro de si mesma.

——————————————————————

O artigo acima foi editado por Carolina Grassmann.

Gosta deste tipo de conteúdo? Confira Her Campus Cásper Líbero para mais!

Ysadhora Medeiros

Casper Libero '23

Publicity and Marketing student.
Similar Reads👯‍♀️